Corte de gastos: e o elevador?

7 dicas para quem quer comprar um elevador
julho 22, 2020
Projeto Arquitetônico x Transporte Vertical
agosto 20, 2020
Show all

Corte de gastos: e o elevador?

Devido ao momento de crise em nosso país, condomínios, prédios comerciais entre outros empreendimentos estão tentando cortar ao máximo

os custos.

Em locais que estão fechados ou que tenham mais de um elevador/escada rolante, é comum que os responsáveis pela organização financeira queiram arranjar uma maneira de economizarem.

Mas com base em uma nota recentemente publicada pela ABEEL (Associação Brasileira das Empresas de Elevadores), é inviável que seja tomada a decisão solo do desligamento do equipamento ou dispensa da empresa de assistência técnica pelas seguintes razões:

  • Primeiramente, qualquer ação a ser tomada relacionada aos equipamentos de transporte vertical deve ser feita em conjunto com a empresa responsável pela manutenção mensal, pois a mesma segue um critério rigoroso para o bom funcionamento dos equipamentos e para a segurança dos usuários;
  • Em casos de mais de um equipamento, não é indicado manter apenas um em funcionamento e o restante desligado, pois a quantidade instalada fora feita de acordo com a necessidade do edifício (cálculo de tráfego);
  • Para inativar um equipamento é preciso que seja tomada várias providências preventivas para que ele não sofra com danos posteriores (sempre ser tomada essa decisão junto com a empresa responsável pelo contrato de manutenção). O cuidado deve ser redobrado principalmente em regiões litorâneas e em equipamentos mais antigos.
  • Ao voltar o uso de um equipamento, é ESSENCIAL manter a manutenção com as medidas previstas por cada empresa.
  • O cancelamento da manutenção mensal de um equipamento gera riscos não só ao transporte que terá seu tempo de vida útil reduzido, como também perigo às pessoas que o usam.

Abaixo, segue uma citação do documento da ABEEL que mostra o quão importante é o envolvimento de uma empresa de assistência técnica de elevadores e escadas rolantes na hora de decidir a maneira certa de cortar esse tipo de ‘gasto’.

“E por último, podemos citar um exemplo ‘simples’ da não adoção de um plano de manutenção anual; em equipamento parado por no mínimo 1(uma) semana sem ter a devida lubrificação do conjunto de rolamentos da máquina de tração; pode fazer com que os mesmos ‘travem’ trazendo prejuízos incalculáveis para o equipamento além do risco de acidentes”. – ABEEL

Por isso, acreditamos que para esse caso de redução de custos, somente duas opções são cabíveis: conversar com sua empresa de manutenção para que façam um acordo em relação ao valor da mensalidade ou orçar com outra empresa técnica que seja idônea e que irá atender as suas necessidades, mas jamais deixar seus equipamentos sem a assistência.

A manutenção é essencial, por isso ela não pode PARAR! Além de manter o elevador funcionando, estende a vida útil do mesmo e preserva a segurança dos passageiros.

Clique aqui para saber mais sobre como deve ser o atendimento da assistência técnica durante esse período de pandemia.

PROCURA POR ELEVADORES, ESCADAS ROLANTES OU ATUALIZAÇÕES DO SEU EQUIPAMENTO?

SOLICITE UM ORÇAMENTO

Preencha o campo TELEFONE Corretamente!