Você conhece esses termos de transporte vertical?

Durante o processo de aquisição de um elevador, adequação do espaço e até mesmo o pós-compra, surgem expressões da área de transportes verticais que não são familiares a todos.

É importante que o síndico, o zelador ou outro responsável pela escolha da empresa de manutenção do elevador conheça alguns termos para acompanhar o técnico durante a visita e conseguir verificar se está sendo feita corretamente.

Em função dessas dúvidas recorrentes e a fim de garantir a segurança dos usuários do equipamento, viemos explicar o significado dos principais vocábulos que se pode encontrar e ter dúvidas no ramo da elevação.

CCM

CCM é uma sigla para definir um elevador COM CASA DE MÁQUINAS. A casa de máquinas nada mais é que um local de armazenagem dos principais componentes eletromecânicos do elevador: quadro de comando, máquina de tração, motor elétrico, entre outros. Esse espaço é dedicado somente a esses itens por conta do risco inerente ao funcionamento do equipamento, não podendo guardar qualquer outro objeto neste ambiente.

SCM

O SCM é o oposto do CCM, ou seja, elevador SEM CASA DE MÁQUINAS. O fato de não existir esse local não quer dizer que não tenha o maquinário, a única diferença é o tamanho dos itens que são reduzidos, mas continuam com o mesmo desempenho. Todo maquinário fica contido na própria caixa de corrida do elevador, ficando no topo ou na lateral da porta de pavimento do último andar.

Última Altura

Conhecida também como UA, é a medida entre o último piso e a laje da casa de máquinas (CCM) ou entre o último piso e o topo da caixa de corrida (SCM). Geralmente ela varia de 3500mm a 4500mm nos elevadores convencionais de passageiros, mas cada modelo de equipamento tem sua medida, por isso é feito um estudo para saber qual equipamento melhor se adéqua a sua necessidade.

Poço

É um espaço localizado na parte inferior da caixa de corrida, ficando abaixo do último nível de parada e que contém equipamentos instalados para o bom funcionamento e segurança dos elevadores. Muitas pessoas confundem e o chamam de fosso, mas na verdade é poço, a diferença está na definição. Fosso significa uma cavidade horizontal, enquanto poço refere-se a uma cavidade com movimentação vertical.

Percurso

É a distância (H) desde o primeiro pavimento do elevador até o último. Essa medida é feita de piso a piso, não levando em consideração a medida do poço nem da UA.

Nivelamento

O nivelamento é basicamente quando a cabina do elevador está plana referente a soleira ou piso do andar em que as portas abriram. Sempre que entrar ou sair do elevador é importante verificar, pois o degrau que se cria com o desnivelamento pode causar acidentes, principalmente em caso de pessoas com locomoção reduzida.

E aí, sua dúvida foi sanada? Há mais algum termo sobre transportes verticais que você não sabe o que significa?

Se gostou, deixe um comentário, uma sugestão ou compartilhe uma experiência.

6 comentários em “Você conhece esses termos de transporte vertical?”

  1. Há cerca de 20 anos, adquirimos um elevador OTIS para nossa residência com dois pavimentos – Térreo e 1º andar, prevendo que na velhice nós iríamos precisar dele.
    Desde a instalação tivemos diversos problemas de funcionamento e manutenção.
    Reclamamos várias vezes na subsidiária aqui em Brasília, como na matriz em S. Paulo
    pessoalmente e por escrito (registrada), mas a firma agia com negligencia, até que encerramos o contrato de manutenção e contratamos outra, que estamos satisfeitos.
    Gostaria de saber se a firma Villarta tem loja instalada aqui no em Brasília – DF, para uma consulta posterior.

    1. Olá, Dival!

      Agradecemos pelo seu comentário e por compartilhar sua experiência.
      Infelizmente você teve o azar de logo de primeira ter uma experiência ruim relacionado ao mundo dos elevadores, mas que bom que hoje em dia a empresa de manutenção que contratou atende suas necessidades.

      Nós da Villarta temos unidades espalhadas por todo Brasil, e em Brasília não seria diferente.
      Segue nosso contato e endereço:

      61 3201-1070
      SRTVN Quadra 702 Bloco P, Q 701 SALA 4027 – Asa Norte – Brasília/DF

      Ficamos à disposição no que precisar.

      Sds.

Deixe uma resposta