Atendimento técnico: é serviço essencial? Como agir nas atuais circunstâncias?

Nos últimos meses, o mundo inteiro tem passado por um cenário crítico e instável devido à pandemia do Covid-19. Com a lei do isolamento horizontal, surgiram muitos questionamentos, principalmente sobre quais serviços podem/devem ser mantidos, pois são vistos como essenciais à população, e quais não.

Alguns acreditam que nessa época caótica, os serviços prestados de manutenção pelas empresas de transportes verticais não são necessários, mas pelo contrário, é tão essencial quanto para combater, nessa luta, o coronavírus.

Mas por que é um serviço essencial?

Os elevadores podem existir em qualquer estabelecimento ou tipo de residência, facilitando não só o deslocamento de grandes alturas como também a acessibilidade para aqueles com mobilidade reduzida. Em nossa carteira de clientes, por exemplo, temos condomínios com pessoas com deficiência, supermercados, indústrias e até mesmo hospitais.

Então seria impossível não continuarmos trabalhando para manter o bom funcionamento dos equipamentos instalados nesses locais e garantir segurança daqueles que usam, não é mesmo?

Assim, como ação mais prudente a ser tomada, é importantíssimo manter a manutenção preventiva de todos os equipamentos de elevação em dia.

Mas o fato do técnico atender outros locais não aumenta o risco de transmissão para mim?

Sabemos também do receio que todos têm da transmissão e nos preocupamos com a ida de nossos técnicos até o local para a realização da manutenção. Em função disso, todos os nossos técnicos estão realizando as medidas preventivas a fim de garantir a saúde própria e as dos demais.

Os técnicos são instruídos a higienizarem os calçados assim que chegam para o atendimento e que evite ao máximo qualquer contato físico. Em seguida, respeitando o distanciamento, pedimos a colaboração e empatia dos clientes para que possam direcionar nossos técnicos direto ao lavatório mais próximo com água e sabão.

Após isso, o técnico está pronto para começar o trabalho. A chave do equipamento entregue pelo cliente deve ser higienizada imediatamente. É importante ressaltar que o cliente não deve acompanhar o serviço como medida de precaução também. E por fim, na devolução da chave deve ocorrer o mesmo procedimento de higienização.

Lembrem-se: nesses momentos turbulentos, temos que nos prevenir e nos solidarizar. Esperamos que todos estejam bem e fiquem bem.

Votos de toda a equipe Villarta.

Deixe uma resposta