Acidentes na escada rolante: como é possível?

Presente em shoppings, lojas comerciais, estações de metrô, aeroportos entre outros locais, a escada rolante foi criada para facilitar a vida de quem precisa ser transportado de um andar para outro de maneira ágil, a fim de desafogar locais com grande fluxo de pessoas. Esse equipamento, como qualquer outro que seja elétrico, está propício a falhas. Por isso, é preciso manter a manutenção sempre em dia.

A maioria dos acidentes ocorridos em escadas rolantes poderiam ser evitados se houvesse conscientização de uso por parte dos usuários. Muitas pessoas abusam, sentam nos degraus, ficam com o corpo apoiado no corrimão, carregam carrinhos de bebês e até mesmo cadeirantes se arriscam.

Além disso, os pais têm que ter uma atenção redobrada com crianças ao usarem o equipamento. Elas veem a escada rolante como um “brinquedo”, assim, a exploram de maneira errada. Sobem e descem como um ciclo, penduram-se no corrimão, encostam a mão nas laterais (no vidro), relam os pés nas “vassourinhas” laterais, tentam usar o fluxo oposto, entre outras atitudes que podem ser prejudiciais.

Em relação à segurança, temos algumas dicas de como evitar acidentes no equipamento. Mas lembrem-se, a segurança sempre começa com a manutenção preventiva do equipamento, seguido da tomada de consciência dos usuários:

  • Prestar sempre atenção nos avisos nas bordas dos degraus;
  • Não encostar nas laterais fixas;
  • Não sentar nos degraus;
  • Recomenda-se não andar nas escadas;
  • Tomar cuidado com vestimentas compridas/largas, pois podem enroscar nos vãos;
  • Sempre utilizar o corrimão, pois em caso de parada brusca, a chance de acidente diminui;
  • Idosos, pessoas com carrinho de bebê ou com mobilidade reduzida e portadores de deficiência física devem utilizar o elevador;
  • Atentar-se para manter os pés no centro do degrau. Normalmente, há uma faixa amarela indicando onde os pés devem permanecer posicionados;
  • Não deixar que crianças menores de 10 anos utilizem o equipamento sozinhas, sempre deve haver um adulto no degrau anterior da criança, apoiando uma mão nela e uma no corrimão;

Gostou? Deixe um comentário, uma sugestão ou compartilhe sua experiência

Consulte a unidade VILLARTA mais próxima de você!

Clique aqui e fale conosco

Deixe uma resposta