Telefone

(12) 3627-7700

Clique aqui e encontre
uma unidade mais proxima

E-mail

contato@villarta.com.br

Blog

Blog

Plataformas e normas

Autor: Francine Eustachio

Muitos usuários devem se perguntar o que é essa norma e para o que serve, mas as vezes confundem e acabam deixando de lado. Mas é muito importante seguir arrisca a ABNT NBR ISSO 9386-1 – Plataformas de elevação motorizada para pessoas com mobilidade reduzida – Requisitos para segurança, dimensões e operação funcional.

Ela orienta ao cliente a especificação de frequência do uso do equipamento, afinal ele não atende um fluxo de pessoas como elevadores e escadas rolantes.  As plataformas elevatórias são essenciais para a acessibilidade de pessoas com deficiência física e tem um custo benefício melhor do que os elevadores convencionais.

Já existiram outras normas, mais a norma ABNT NBR ISSO 9386-1 foi atualizada em dezembro de 2013, para melhor entendimento e segurança do cliente. Ela estabelece critérios de segurança e de utilização do produto. O percurso máximo de uma plataforma não passa de 4 metros, com dimensões mínimas de cabine em função ao acesso e a capacidade de carga.

Existem alguns requisitos específicos que devem ser seguidos como:

  • O uso da caixa enclausurada (instaladas)
  • Dependendo do projeto ou até da localização, a norma permite sem o uso da caixa enclausurada
  • Plataformas que viajam em níveis definidos
  • Plataformas sem caixa enclausurada e sem penetração no pavimento, existem dois percursos um com até 2,0m e quando é em habitações particulares com percurso de até 4,0m. É o máximo para a segurança do próprio usuário
  • Com caixa enclausurada o percurso chega até 4,0m
  • A velocidade nominal não deve exceder 0,15m/s
  • Não excede 15° no deslocamento em relação ao transporte vertical
  • Capacidade mínima de 250kg para acessos pelo mesmo lado ou lados opostos

Existem alguns termos e definições que o cliente também deveria saber como:

  • Barreira: proteção contra queda do usuário
  • Freio: mecanismo eletromecânico para manter a posição de elevação ou para traze-lo em repouso tranquilamente
  • Corrente: transmissão simples ou dupla
  • Painel de controle: conjunto de conectores, os quais controla o movimento da plataforma
  • Ciclo de serviço: número de viagens em que a plataforma faz em um determinado tempo
  • Caixa enclausurada: caixa no qual o espaço é completamente limitado pelo fundo do poço

Bom agora que sabemos um pouco mais de plataforma e como se trata de uma ótima saída para oferecer acessibilidade para pessoas com deficiência física acesse nosso site e solicite um orçamento. Todas as informações foram tiradas da Norma Brasileira ABNT.

Compartilhar

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os direitos reservados. Copyright © 2016 - Desenvolvido por